Como diferenciar um quadro depressivo de uma tristeza passageira?

Tempo de leitura
5 minutos
Postagem
19/10/2020
Como diferenciar um quadro depressivo de uma tristeza passageira?

Compreender a diferença entre se sentir “triste” e estar deprimido pode fazer uma diferença na qualidade de vida de um indivíduo afetado. Com o tratamento adequado, a depressão pode ser controlada e os indivíduos podem ter uma vida mais agradável e produtiva1.

A tristeza é um sentimento e está vinculada a uma situação em particular, seja ela uma perda de ente querido ou um emprego, por exemplo, e comporta-se em movimento, apontando um início, meio e fim, permeia-se por intervalos livres e então com o tempo e espaço, apaga-se momentaneamente após a experiência de um outro sentimento2.

Enquanto a tristeza é passageira e fugaz, a depressão pode ser duradoura ou recorrente, prejudicando substancialmente a capacidade de um indivíduo de funcionar no trabalho ou na escola ou enfrentar diariamente vida1.

Identifica-se três fatores que diferencia um quadro depressivo da tristeza passageira que são causa, duração e sintomas:

– Causa: enquanto na tristeza geralmente são causados ​​por eventos da vida que nos deixam desanimados, a depressão pode ser desencadeada por um evento estressante na vida ou inidentificável.

– Duração: enquanto a tristeza é temporária, a depressão é persistente e duradoura, se não tratada.

– Sintomas: pessoas tristes conseguem realizar suas atividades diárias normais, enquanto um episódio depressivo os sintomas devem durar pelo menos duas semanas e devem representar uma mudança em seu nível anterior de funcionamento para o diagnóstico de depressão. Além disso, condições médicas (por exemplo, problemas de tireoide, tumor cerebral ou deficiência de vitaminas) podem imitar os sintomas de depressão, por isso é importante descartar causas médicas gerais1,3.

Pode-se apresentar os seguintes sintomas num quadro depressivo:

  • Não ter interesse ou o prazer em atividades que antes eram divertidas;
  • Perder ou ganhar peso sem ter feito alterações na dieta;
  • Ter problemas com sono (dormir pouco ou dormir demais);
  • Ter explosões de raiva, mesmo por motivos bobos;
  • Estar sempre cansado, com pouca energia ou lento;
  • Sentir dificuldade para se concentrar ou para tomar decisões;
  • Ter sentimento de culpa ou de inutilidade.

Em sua forma mais grave, a depressão pode levar ao suicídio3.

A tristeza e a depressão podem coexistir. Porém, saber distingui-las ajuda a entender se está em um processo de tristeza ou com a doença médica, comum e séria que afeta negativamente o bem estar dos indivíduos, a depressão. Isto é importante, pois pode ajudar as pessoas a obter a ajuda, apoio ou tratamento de que precisam.

Referências
  1. Souza C.; Moreira V. Tristeza, depressão e suicídio melancólico: a relação com o Outro. Arquivos Brasileiros de Psicologia; Rio de Janeiro, 70 (2): 173-185, 2018.
  2. Durà-Vilà, G., Littlewood, R., & Leavey, G. (2013). Depressão e medicalização da tristeza: conceituação e recomendação de busca de ajuda. International Journal of Social Psychiatry, 59 (2), 165–175. https://doi.org/10.1177/0020764011430037
  3. World Health Organization. Depression and Other Common Mental Disorders. 2017. Disponível em: http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/254610/WHO-MSD-MER-2017.2-eng.pdf;jsessionid=178B8D4B29C3C7E0DCA942DB0C5319E7?sequence=1
Descritores CIAP2

P03 Tristeza/ Sensação de depressão

Teleconsultor

Juliana Dias Reis Pessalacia – Enfermeira, Doutora em Enfermagem Psiquiátrica pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, Docente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem e dos Cursos de Graduação em Medicina e Enfermagem do Campus de Três Lagoas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/4043784563120025

Apoio Acadêmico

Priscila Kelly da Silva Neto – Enfermeira, Mestranda em Enfermagem pelo Pós-Graduação em Enfermagem do Campus de Três Lagoas da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Especialista de Serviços de Saúde na Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul – Núcleo Regional de Saúde de Três Lagoas.

Link lattes: http://lattes.cnpq.br/6849051148539320

Com dúvida clínica?

Essa resposta foi gerada a partir de Teleconsultoria, canal gratuito para resolução de dúvidas de profissionais da saúde.

Gostou? Tem mais!

Confira mais Perguntas Frequentes.

Veja o que tem sido mais perguntado pelos profissionais de saúde do Mato Grosso do Sul.

Horário de Funcionamento

7h30 às 17h30

Horário Oficial de Mato Grosso do Sul

Nos ligue!

Telessaúde MS

(67) 3345-8070

CETELTI | TI do Telessaúde MS

(67) 3345-8011

SES | Help Desk | Suporte em TI

(67) 3323-7100, opção 1

Fale Conosco

Copyright © 2020 - Telessaúde MS - CETELTI Ana Damore 

Ajuda?