Tempo de leitura
3 minutos
Postagem
04/11/2022
Como orientar o descarte de medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso com segurança?

A fim de orientar a população sobre o descarte adequado de medicamentos, é importante que seja esclarecido de maneira informativa os riscos e malefícios apresentados à saúde e ao ambiente no intuito de conscientizar a população.

Não há informações nas bulas sobre o manejo e disposição final a serem dados quando existe a geração de resíduo tóxico. Assim, existem dificuldades que poderão ser superadas com a integração informativa, aliada a disponibilidade de ferramentas que possibilitem o descarte seguro.

  • O descarte de medicamentos deve ser feito em pontos de coleta específicos, para serem posteriormente encaminhados à destinação final ambientalmente correta. A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) estabelece como obrigatoriedade o descarte correto de medicamentos

No caso dos remédios, a chamada logística reversa funciona com as farmácias e drogarias aceitando medicamentos vencidos para encaminhá-los ao seu destino final sem risco de contaminação. A Anvisa possui uma lista de postos de coleta credenciados, tais postos podem ser localizados por meio do website “roche.com.br”. A partir daí, será dever dos consumidores efetuar o descarte dos medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso, nos pontos de coleta.

Vale ressaltar que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) realizam a coleta adequada de medicamentos vencidos e os medicamentos podem ser entregues diretamente no local ou entregues ao Agente Comunitário de Saúde.

O Ministério da Saúde, por meio da atuação da ANVISA e o Ministério do Meio Ambiente através do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente), deve manter o intercâmbio para a fiscalização de estabelecimentos licenciados para o fornecimento e descarte de resíduos, assim como a disposição final desses medicamentos.

As drogarias e as farmácias terão de disponibilizar e manter em seus estabelecimentos pelo menos um ponto fixo de recebimento a cada 10 mil habitantes. Em cada Farmácia participante, existe uma estação coletora que foi desenvolvida dentro das normas de segurança visando a atender às exigências sanitárias e facilitar o descarte adequado de seus medicamentos. Nessas estações coletoras, há recipientes padronizados, que não permitem a retirada dos produtos pelos consumidores, apenas a colocação.

Após o descarte, caberá às indústrias fabricantes e as empresas distribuidoras os processos de recolhimento e descarte final desses produtos. O destino deve ser um empreendimento licenciado por órgãos ambientais seguindo a seguinte ordem de prioridade: incineradores, coprocessadores e como última opção, aterros sanitários para produtos perigosos.

Referências

Brasil Health Service (BHS). Programa Descarte Consciente, 2014.

CONSTANTINO, Viviane Macedo et al. Estoque e descarte de medicamentos no domicílio: uma revisão sistemática. Ciência & Saúde Coletiva [online]. 2020, v. 25, n. 2 [Acessado 15 Agosto 2022] , pp. 585-594. CRF/MS promove coleta de medicamentos vencidos no 5o Drive Thru da Reciclagem em Campo Grande MS. CRF/MS, Campo Grande, 3 de março de 2022.

PINTO, Gláucia Maria Ferreira et al. Estudo do descarte residencial de medicamentos vencidos na região de Paulínia (SP), Brasil. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 19, p. 219-224, 2014.

RAMOS, HAYSSA MORAES PINTEL et al. ELIMINAÇÃO DE MEDICAMENTOS: UMA REFLEXÃO SOBRE POSSÍVEIS RISCOS SANITÁRIOS E AMBIENTAIS. Ambiente & Sociedade [online]. 2017, v. 20, n. 04 [Acessado em 15 de agosto de 2022], pp.145-168.

Descritores CIAP2
Teleconsultor

Juliana Dias Reis Pessalacia – Enfermeira, Psicanalista, Pós Doutora em Enfermagem em Saúde Coletiva pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (EE-USP), Mestre e Doutora em Enfermagem Psiquiátrica pela Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP-USP). Docente Associada da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campus Três Lagoas (CPTL), atuando no curso de graduação em Medicina.

Horário de Funcionamento

7h30 às 17h30

Horário Oficial de Mato Grosso do Sul

Telefones

Telessaúde MS

(67) 3345-8070

(67) 67 98468-6741

CETELTI | TI do Telessaúde MS

(67) 3345-8011

SES | Help Desk | Suporte em TI

(67) 3323-7100, opção 1

Fale Conosco

Dúvidas clínicas são Teleconsultorias e devem ser enviadas somente pelo sistema de Teleconsultoria e não por este Fale Conosco do site. Para solicitar uma Teleconsultoria, se cadastre gratuitamente primeiro clicando aqui.

Copyright 2020 Telessaúde Mato Grosso do Sul - Todos os direitos reservados.

Post Views: 6